segunda-feira, agosto 14, 2006

Num palco de improviso


Não sei como começar esta mensagem, para ser honesto, nunca soube como começar, apesar de saber muito bem como gostaria de terminar.

O proximo paragrafo é sempre uma velha surpresa, não saberia por quais caminhos toda história se desenvolveria até o esperado. Em um dia como qualquer outro, uma frase como muitas que foram ditas.

Mas espere! Desta vez é diferente! Tenho consciencia de que tudo que me vem a mente não é pré-meditado, a frase seguinte não foi cuidadosamente elaborada ou inspirada. É uma surpresa. Boa ou ruim, tanto faz, é um um baú trancado esperando para ser aberto.

Quer saber? Não há nada de errado nisso! É que hoje estou imitando a vida! Finalmente pude perceber que viver é como se apresentar em um palco de improviso!

Então, quando as cortinas se fecharem, que deixemos motivos para sermos aplaudidos de pé.

2 comentários:

Anônimo disse...

Exatamente!!!!!

As melhores coisas são aquelas que surgem naturalmente! Sem serem premeditadas... aí está o brilhantismo da naturalidade!!

Excelente reflexão!

By Lilian

Felipe (a.k.a Lord) disse...

É por isso que a vida continua sendo muito boa! Quando pensamos já ter vivido, visto e feito de tudo, a vida improvisa, e como tu mesmo disseste, nem sempre esse improviso é uma coisa boa, mas mesmo assim nos dá a vontade de continuar vivendo só pra ver até onde vai.

Saudade de vc brother.