domingo, dezembro 17, 2006

Coisas raras


Um das coisas mais interessantes da vida é a raridade de alguns eventos. Existem dois em específico que me chamam a atenção: O nascer e a morte. Você jamais vivenciará os eventos destes dois extremos repetidas vezes.

Nascemos uma vez e seguimos nosso ciclo vital, que compreende o crescimento, reprodução, evelhecimento e enfim a morte. Aonde encerramos as atividades biológicas e tudo mais. Para muitos é motivo de desespero, para outros indiferença, alguns até encaram como libertação. Eu prefiro enxergá-lo como sendo o ponto final. Assim como tudo, a própria vida tem seu fim.

Todos nós, inevitavelmente um dia chegaremos em final de carreira. A carreira da vida. Enquanto isso, escrevemos nosso currículo. Fatos, opções, decisões, erros, contribuem para que possamos grafar nas linhas da existência, nossas sensações.

As vezes observo na praça pessoas de idade avançada caminharem nos jardins. Reparo sempre no andar da experiência, o olhar da sabedoria e as vezes um sentimento de despedida, não uma despedida comum, é uma despedida sem volta, aonde surge a chance de provar, enfim, o último dos sentidos.

2 comentários:

Lilian disse...

É inevitável: algum dia, tudo chegará ao fim. Mas vc concorda que todos nós temos o nosso tempo? É um tempo limitado, admito. Não nasceremos e morreremos várias vezes (sem por em questionamento as crenças). Nada mais justo. Isso é mais um motivo para administrar essa nossa jornada da vida com seriedade nas nossas escolhas, vibrando com os acertos e aprendendo com os erros.
Posso estar enganada, mas encontrei uma relação entre esse texto e o texto do dia 07/12 (Keep Walking). Fazer algo notável e ser lembrado por isso. Fazer uma coisa rara, provar novas sensações antes de chegar em um momento mais do que raro, que simplesmente não se repete. Mesmo sabendo que o fim se aproxima, ter a consciência de que o nosso tempo não foi desperdiçado! A vida tem um início e um fim. Saiba aproveitá-la da melhor maneira possível.

Bjão. Adorei ler esse texto! ^^

Obs: Esse é meu último post! :p hahaha

Jean Madson disse...

Concordo com a Lilian. Sem querer, vc fez a parte dois de... uma trilogia?!
Desafio-te a fazer a terceira parte!
Abraço