quarta-feira, abril 05, 2006

Intenção


"Se não houve frutos, valeu a beleza das flores; se não houve flores, valeu a sombra das folhas; se não houve folhas, valeu a intenção da semente."

Esse verso é de autoria do cartunista Henrique de Souza Filho (ou Henfil), em seu livro Diretas Já.

Henfil, um mineiro nascido em Ribeirão das Neves no ano de 1944 e falecido em 1988 aos 44 anos no Rio de Janeiro, ficou conhecido pelos personagens: Fradim, Graúna, Capitão Zeferino, dentre outros. Suas criacões tipicamente brasileiras e seu humor podem ser vistos até hoje em tiras de alguns jornais.

***

Uma mensagem simples de enorme significado. Dizem que o sentido das coisas mudam conforme a fase de sua vida, as opiniões divergem de acordo com a época em que se vive, o que se sente, o que se pensa, o que se passa.

Neste momento, vivo estes versos como sendo as coisas que valem a pena, das menores inteções aos maiores atos. Se algo não convergiu em no que se esperava, mesmo assim valeu a pena tentar, valeu a pena sentir, valeu a pena viver e valerá a pena recordar.

2 comentários:

Anônimo disse...

Se estamos longe.....vale a intenção de nos conhecermos por aqui...eheheheh
doooooooooorei.......bjusssss
TiTaNiA

Felipe (a.k.a Lord) disse...

Hey Big Blue...

ow, muito bom master...
Não importa. Fases boas ou ruins, momentos bacanas ou aqueles que nem "pensamos em querer lembrar". Coisas vem e coisas vão. E no final de tudo isso? Claro! Valeu muito a pena viver e fazer tudo o mais, pois a intenção sempre é muito boa.

Valeu a intenção da vida.

Abração cara!
Se cuida, saudade de ti meu brother!